Frequência de herpesvírus felino 1 (FHV-1) em gatos domésticos de Campo Grande, MS, Brasil

Resumo do artigo

O herpesvírus felino tipo 1 (HVF-1) é o agente infeccioso da rinotraqueíte viral felina. Os principais sinais clínicos são tosse, secreção nasal e ocular, febre, conjuntivite e espirros. Embora a ocorrência do vírus seja conhecida em algumas regiões do Brasil, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul (MS), não há informações epidemiológicas sobre sua frequência. Assim, este estudo teve como objetivo determinar a frequência do herpesvírus felino tipo 1 na região e avaliar sua possível associação com fatores clínicos e epidemiológicos. Amostras de suabes oculares, nasais e orofaríngeos, e sangue foram coletadas de 152 animais e analisadas por PCR e sequenciamento. Além disso, dados epidemiológicos e clínicos foram obtidos por meio de exame clínico e anamnese. FHV-1 foi detectado em amostras de 84 (55,26%) animais. Não houve associação entre infecção e idade ou sexo. No entanto, houve uma associação significativa entre infecção e secreção nasal (p < 0,0001) e ocular (p = 0,014) e espirros (p = 0,001). Os resultados demonstram a ocorrência do vírus em gatos domésticos na região com uma alta frequência de infecção. Assim, FHV-1 deve ser considerado como um potencial agente causal de doença do trato respiratório superior em gatos domésticos de Campo Grande, MS, Brasil.

Leia o Artigo Completo no Site Oficial: Clique Aqui

Palavras-chave

rinotraqueíte; complexo respiratório felino; centro-oeste; Brasil; felino doméstico

Autor(a) deste post:

Compartilhe este post

Artigos Recentes:

Você também pode gostar de: