Principais Hemoparasitoses em Cães

Principais Hemoparasitoses em Cães

As principais hemoparasitoses em cães representam enfermidades graves desencadeadas principalmente por protozoários e/ou bactérias que invadem as células sanguíneas dos cães, resultando em complicações sérias. Este guia abrangente visa explorar as principais hemoparasitoses caninas, abordando os sintomas, diagnóstico, tratamento e medidas preventivas. O propósito é fornecer educação tanto para os donos de cães quanto para os profissionais veterinários e estudantes de medicina veterinária, visando uma compreensão mais ampla e um manejo mais eficaz dessa infecção.

Principais Hemoparasitoses Caninas:

Erliquiose:

Causada principalmente pela bactéria Erlichia canis, transmitida pelo carrapato marrom (Rhipicephalus sanguineus).

Sintomas incluem febre, letargia, perda de apetite, petéquias, sangramento nasal, anemia (imunomediada), icterícia e aumento do baço e fígado.

O diagnóstico é geralmente feito por testes sorológicos e PCR.

O tratamento inclui o uso de antibiótico e suporte sintomático.

Anaplasmose:

Causada pelas bactérias Anaplasma phagocytophilum e Anaplasma platys, transmitidas por carrapatos.

Sintomas incluem febre, letargia, perda de apetite, sangramento nasal, dor nas articulações e petéquias.

O diagnóstico é feito por exames de sangue e PCR.

O tratamento envolve antibiótico e suporte sintomático.

Micoplasmose:

Causada pelo Mycoplasma haemocanis e Candidatus Mycoplasma haematoparvum transmitidas por carrapatos Rhipicephalus sanguineus.

Sintomas incluem anemia, letargia, icterícia, desordens respiratórias, reprodutivas, linfadenopatia e perda de peso.

O diagnóstico é feito por exames de sangue e PCR.

O tratamento inclui antibiótico e suporte sintomático.

Babesiose:

Causada por protozoários do gênero Babesia, transmitidos por carrapatos.

Sintomas incluem febre, letargia, icterícia, anemia e insuficiência renal.

O diagnóstico é feito por exames de sangue e PCR.

O tratamento inclui antiprotozoário, suporte e em casos graves, transfusão sanguínea.

Borreliose (Doença de Lyme):

Causada principalmente pela bactéria do gênero Borrelia Burgdorferi, transmitida por carrapatos do gênero Amblyomma e Ixodes.

Sintomas são raros, mas incluem febre, nefrite, artrite, letargia, lesão exantemática no local da picada (avermelhado, as vezes em forma de alvo).

O diagnóstico é feito por exames de sangue e PCR.

O tratamento inclui o uso de antibiótico, corticoide e suporte se necessário.

Febre Maculosa:

Causada pela bactéria Rickettsia rickettsii, transmitida por carrapatos estrela do gênero Amblyomma.

Sintomas incluem febre alta, dores musculares, dor de cabeça, erupção cutânea (local da picada) e confusão mental.

O diagnóstico é feito por exames de sangue e PCR.

O tratamento envolve antibiótico, corticoide e suporte.

Prevenção de Hemoparasitoses em Cães:

Controle rigoroso de pulgas e carrapatos com produtos apropriados: repelentes tópicos, coleira, pour-on, spot-on, sprays e drogas de ação sistêmica.

Inspeção frequente do animal em busca de sinais de infestação por ectoparasitas.

Importância do Manejo Nutricional Adequado:

O manejo nutricional adequado, ajuda na prevenção de hemoparasitoses em cães. Uma dieta equilibrada fortalece o sistema imunológico, fornece antioxidantes essenciais e ajuda a manter um peso saudável. Além disso, garantir hidratação adequada é crucial para a saúde e funcionamento geral do organismo do animal. Consulte regularmente um veterinário para orientações específicas sobre a dieta do seu cão e promova sua saúde a longo prazo.

As hemoparasitoses caninas são condições sérias que podem afetar a saúde e o bem-estar dos cães. A compreensão dos sintomas, diagnóstico precoce e tratamento adequado são fundamentais para o manejo eficaz dessas doenças. Além disso, medidas preventivas, como o controle de ectoparasitas e uma nutrição adequada, desempenham um papel crucial na saúde geral dos cães.

Autor(a) deste post:

Compartilhe este post

Artigos Recentes:

Você também pode gostar de: