Doença da Mordedura e Arranhadura do Gato (Bartonelose): Uma doença zoonótica que merece atenção

Bartonelose-em-gatos-Uma-doença-zoonótica-que-merece-atenção

Se você é dono de gatos ou trabalha com animais, provavelmente já ouviu falar da doença da arranhadura e mordedura do gato, também conhecida como bartonelose felina. É uma doença infecciosa que pode afetar tanto felinos quanto seres humanos, causada pela bactéria Bartonella henselae, gram negativa intracelular que infecta eritrócitos e células endoteliais. Neste post, vamos abordar as principais informações sobre essa doença, seus sintomas, tratamento e prevenção.

Epidemiologia da bartonelose em gatos

Os felinos são considerados os principais reservatórios da bactéria Bartonella henselae, sendo a pulga Ctenocephalides felis o vetor mais comum da doença. A infecção é mais comum em gatos de rua ou em felinos que vivem em contato com outros animais infectados. No entanto, os gatos domésticos também podem ser infectados e transmitir a doença para seres humanos e outros animais.

Transmissão da bartonelose em gatos

A transmissão da doença pode ocorrer através da mordedura ou arranhadura de um gato infectado, pelo contato com saliva contaminada, pela ingestão das fezes de pulgas ou outros ectoparasitas infectados e também através da transfusão de sangue ou órgãos. O gato se infecta através da ingestão de fezes da pulga Ctenocephalides felis ou outros ectoparasitas infectados.

Sintomas da bartonelose em gatos

A maioria dos felinos infectados com a bactéria Bartonella henselae não apresentam sintomas. No entanto, quando surgem, os sinais clínicos podem apresentar febre, letargia, anorexia, linfadenopatia regional, endocardite e outros. É importante ressaltar que a sintomatologia em felinos é rara, mas a doença pode ser grave em humanos, principalmente em pessoas com sistema imunológico comprometido.

Diagnóstico da bartonelose em gatos

O diagnóstico da doença é feito com base na anamnese, sinais clínicos, histórico e exames complementares. Os exames mais comuns são o sorológico e a biologia molecular (PCR). É importante que o diagnóstico seja realizado por um médico veterinário, que indicará o melhor tratamento para o animal.

Tratamento da bartonelose em gatos

O tratamento da bartonelose em gatos pode ser difícil, devido ao caráter intermitente e de resistência da bactéria. Por isso, é fundamental que o animal seja avaliado por um médico veterinário, que indicará o tratamento mais adequado para cada caso. Geralmente, são utilizados antibióticos específicos para a eliminação da bactéria.

Prevenção da bartonelose em gatos

A prevenção da doença inclui medidas como evitar arranhões ou mordeduras de felinos, principalmente animais desconhecidos, medidas profiláticas contra ectoparasitas (via oral), repelentes tópicos ou coleiras repelentes.

Autor(a) deste post:

Compartilhe este post

Artigos Recentes:

Você também pode gostar de: